sábado, 25 de fevereiro de 2012

FEDERAÇÃO PALESTINA: ONDE ESTÁ A LIGA ÁRABE?


FEDERAÇÃO ÁRABE PALESTINA DO BRASIL

NOTA À IMPRENSA

24/02/12

A LIGA ÁRABE E OS ATAQUES ISRAELENSES À MESQUITA DE AL AQSA


Entre os fatos da semana, o que envolveu colonos judeus e a policia israelense atacando fiéis e invadindo a Mesquita de Al Aqsa, terceiro templo mais sagrado do islamismo, é gravíssimo!

Israel, através de sua politica insana e extremista, anuncia na mesma semana, a construção de mais 500 moradias para colonos judeus nos territórios palestinos, infringindo mais uma vez as resoluções da ONU.

Grupos de colonos judeus profanaram uma igreja em Jerusalém e buldozers do exército israelense confiscaram terras e destruíram oliveiras.

Khader Adnan, simbolizando os milhares de presos palestinos nos cárceres israelenses, entrou numa greve de fome para protestar pela sua prisão sem acusação formal, mobilizando a população palestina pela sua libertação e de todos os presos.

A instabilidade da região, a segurança dos palestinos e dos lugares sagrados para cristãos e muçulmanos são de inteira responsabilidade de Israel, Liga Árabe, EUA e demais membros do Conselho de Segurança da ONU.


Não basta a Liga Árabe protestar!

Instamos a Liga Árabe a apresentar ao Conselho de Segurança da ONU um plano de sanções contra Israel para que congele definitivamente a construção de assentamentos de colonos judeus nos territórios palestinos, para que derrube o Muro do Apartheid e para que uma força especial da ONU seja enviada para proteger a população civil palestina. Sanções que obriguem Israel a respeitar e executar as leis e resoluções da ONU, a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Convenção de Genebra.

Conclamamos os países árabes, detentores de reservas de petróleo e tão preocupados com a proteção de civis, com a democracia e a liberdade dos povos árabes, que não se omitam frente às aspirações do povo palestino e seus direitos nacionais inalienáveis ao retorno e autodeterminação, em conformidade com as resoluções da ONU.

Conclamamos as entidades da sociedade civil, o movimento social organizado, os movimentos de solidariedade, os partidos políticos, senadores, deputados e vereadores, as autoridades religiosas e o governo brasileiro a intensificarem as ações de denuncia e solidariedade com as aspirações de paz e justiça do povo palestino.

O regime de Apartheid na África do Sul foi desmantelado graças às sanções e ao boicote econômico, comercial, politico e acadêmico encampado pela comunidade internacional. Nelson Mandela esteve nos territórios palestinos ocupados por Israel e sentenciou: isso é Apartheid!

.............................................................................................


JERUSALÉM

ISRAEL ATACA MESQUITA DE AL AQSA


video






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores: